quinta-feira, 31 de julho de 2008

Eu não falei...



Julio 30 de 2008
El 'dossier' brasileño
El computador de 'Raúl Reyes' revela que los vínculos de las Farc con altos funcionarios del gobierno de Brasil, entre ellos cinco ministros, llegaron a niveles escandalosos.
En el atardecer del sábado 19 de julio, en la hacienda Hatogrande, la casa presidencial al norte de Bogotá, el presidente Álvaro Uribe, sonriente y desparpajado como pocas veces, no dudó en ofrecerle a su homólogo brasileño Luis Inácio 'Lula' Da Silva, una copa de aguardiente antioqueño para mitigar el frío que calaba los huesos.
La copa selló la primera parte de la intensa jornada que había empezado el viernes 18 y que terminaría al domingo en Leticia con la celebración del Día de la Independencia. Una celebración que, como nunca, congregó a artistas de la talla de Shakira y a la cual concurrió también el presidente peruano Alan García.
La agenda 'Lula' y Uribe, alrededor de acuerdos bilaterales, fue condimentada con mutuos elogios públicos. El presidente Uribe les agradeció a su homólogo brasileño y a su gobierno seis años de relaciones dinámicas y de confianza. Sin embargo, en una reunión privada que sostuvieron ante muy pocos testigos, Uribe le hizo a 'Lula' un breve resumen sobre una serie de archivos que las autoridades colombianas encontraron en los computadores de 'Raúl Reyes' que comprometía a ciudadanos y funcionarios de su gobierno con las Farc.
Contrario a lo que pasó con la información relacionada con servidores públicos del Gobierno de Rafael Correa y ciudadanos ecuatorianos, que el Gobierno hizo pública, en el caso de Brasil las instrucciones del Presidente fueron mantenerlas en reserva y manejarlas diplomáticamente para no deteriorar las relaciones comerciales y de cooperación con el gobierno de 'Lula'.
El Gobierno colombiano ha usado en forma selectiva los archivos del PC de 'Raúl Reyes'. Mientras que con Ecuador y Venezuela fueron utilizados para poner en entredicho a Chávez y a Correa, hostiles con Uribe, con Brasil los ha manejado por debajo de la mesa para no comprometer a Lula Da Silva, quien se ha mostrado más hábil y menos pugnaz con Colombia que sus otros colegas.
Aún así, algunos medios brasileños tenían información parcial sobre unos pocos archivos y por eso el 27 de julio consultaron al ministro de Defensa Juan Manuel Santos, quien en una entrevista al diario O Estado de São Paulo confirmó que el Gobierno colombiano había informado a 'Lula' sobre el tema. "Hay una serie de informaciones de conexiones que entregamos al Gobierno brasileño para que pueda actuar como considere más apropiado", dijo Santos, pero se abstuvo de comentar sobre si había o no políticos y funcionarios oficiales con nexos con el grupo que hoy encabeza 'Alfonso Cano'.
A las declaraciones del Ministro respondió en forma inmediata Marco Aurelio García, asesor de política internacional de Brasil, quien calificó como irrelevantes los datos suministrados por Colombia.
'El Cura Camilo'
No se sabe con exactitud cuánta y qué tan detallada fue la información que el presidente Uribe le dio al presidente 'Lula', pero el que podría llamarse "el dossier brasileño" tendría implicaciones más serias que las derivadas de la información relacionada con Venezuela y Ecuador.
CAMBIO conoció 85 correos electrónicos que, entre febrero de 1999 y febrero de 2008, circularon entre 'Tirofijo', 'Raúl Reyes', 'el Mono Jojoy', 'Oliverio Medina' -delegado de las Farc en Brasil- y dos hombres identificados como 'Hermes' y 'José Luis'.
A juzgar por el contenido de los mensajes, la presencia de las Farc en Brasil llegó hasta las más altas esferas del gobierno de Lula, el Partido de los Trabajadores, PT -el partido del Presidente-, la dirigencia política y la administración de Justicia. En ellos son mencionados cinco ministros, un procurador general, un asesor especial del Presidente, un viceministro, cinco diputados, un concejal y un juez superior.
El personaje central de los correos es 'Oliverio Medina', también conocido como 'El Cura Camilo', un sacerdote que ingresó a las Farc en 1983 y quien en su rápido ascenso llegó a ser secretario de 'Tirofijo'. Llegó a Brasil como delegado especial de las Farc en 1997 y estuvo en Colombia durante el proceso del Caguán, en el que hizo de jefe de prensa del grupo.
Tras la ruptura de las conversaciones en febrero de 2002, regresó a Brasil donde continuó su misión, y su influencia llegó hasta altos niveles de la administración de 'Lula', quien asumió el cargo en enero de 2003. Pero gracias a la presión de las autoridades colombianas, fue capturado en agosto de 2005. Colombia lo pidió en extradición, pero el Tribunal Supremo de Justicia de Brasil no solo la negó el 22 de marzo de 2007, sino que le reconoció a 'Medina' la condición de refugiado político.
Hasta el 'curubito'
La cárcel no fue obstáculo para que 'El cura Camilo' suspendiera su labor proselitista y propagandística. Prueba de ello son los numerosos correos que le envió a 'Reyes' y que muestran cómo logró llegar hasta la cúpula del gobierno brasileño.
Cuatro de los correos conocidos por CAMBIO se refieren al presidente 'Lula'. En uno de ellos, fechado el 17 de julio de 2004, 'Raúl Reyes' le dice a 'Tirofijo' que el gobierno de 'Lula' ayudaría con el acuerdo humanitario: "Los curas me enviaron carta pidiendo entrevista con ellos en Brasil -escribe 'Reyes'-. Según dicen hablaron con 'Lula' y este asumió el compromiso de ayudar en lo del acuerdo humanitario, intercediendo ante Uribe para efectuar la reunión en su país".
En el segundo, fechado el 25 de septiembre de 2006, 'Oliverio Medina' le cuenta a 'Reyes': "No le he dicho que hace algunos días 'Lula' llamó al ministro Pablo Vanucchi (ministro de la Secretaría Nacional de DD.HH.), indicándole que telefoneara al abogado Ulises Riedel y lo felicitara por el éxito jurídico en su brillante defensa a favor de mi refugio".
En el tercero, con fecha 23 de diciembre de 2006, 'Medina' le informa a 'Reyes' que "a 'Lula' y dos de sus asesores que nos han ayudado les mandé el afiche de aguinaldo". Los funcionarios son Silvino Heck, asesor especial del Presidente, y Gilberto Carvalho, jefe de Gabinete, que aparecen mencionados en un correo del 23 de febrero de 2007, también dirigido a 'Reyes': "Es posible que me visite un asesor especial de 'Lula' llamado Silvino Heck, que junto con Gilberto Carvalho ha sido otro que nos ha ayudado bastante".
Entre los 85 correos conocidos por CAMBIO, hay uno sin fecha, también enviado por 'Medina' a 'Reyes', que dice: "Estuve hablando con la diputada federal María José Maninha. Quedamos en que va a abrirme camino rumbo al Presidente vía Marco Aurelio García". García es secretario de Asuntos Internacionales.
No menos comprometedores son aquellos en los que aparecen mencionados algunos ministros. En uno de ellos, dirigido a 'Reyes' el 4 de junio de 2005 por un tal 'José Luis', figura el nombre del ministro de la Presidencia José Dirceo. "Llegó un joven de unos 30 años y se presentó como Breno Altman (dirigente del PT), me dijo que venía de parte del ministro de la Presidencia José Dirceo, que por motivos de seguridad ellos habían acordado que las relaciones no pasaran por la Secretaría de Relaciones Internacionales, sino que se hicieran directamente a través del ministro con la representación de Breno".
Al final del mensaje, 'José Luis' dice que el Gobierno brasileño y el PT le darán protección a 'Medina' mientras avanza el trámite de la extradición: "Le repliqué (sic) si podíamos estar tranquilos, que no lo iban a secuestrar o a deportar a Colombia y me contestó: 'Pueden estar tranquilos' ".
En un correo del 24 de junio de 2004, 'Reyes' le comenta a 'Medina' sobre la posible salida de Dirceo del Gabinete y le dice: "De ser cierto, esta medida en provecho de los detractores de 'Lula' puede afectar la incipiente apertura de las relaciones con nosotros".
Las Farc también intentaron llegar al despacho del ministro de Relaciones Exteriores, Celso Amorín. En un correo del 22 de febrero de 2004, 'José Luis' le escribe a 'Reyes': "Por intermedio del legendario líder del PT Plinio Arruda Sampaio, le llegamos a Celso Amorín, actual ministro de Relaciones Exteriores. Plinio nos mandó a decir con Albertao (concejal de Guarulhos) que el Ministro está dispuesto a recibirnos. Que tan pronto tenga un espacio en su agenda nos recibe en Brasilia".
El Procurador y el Juez
El embajador de las Farc hizo tan bien su oficio que también logró llegar hasta el procurador Luis Francisco De Souza, quien es mencionado en un extenso correo del 22 de agosto de 2004 que 'Medina' y 'José Luis' le enviaron a 'Reyes' y a 'Rodrigo Granda': "Él dio el siguiente consejo: andar con una máquina de fotografía y en lo posible con una grabadora para en caso de volver a parar un agente de información fotografiarlo y grabarlo, teniendo cuidado de no permitirle que agarre la cámara y la grabadora. Que en relación con lo sucedido hagamos una denuncia dirigida a él como Procurador para hacerla llegar al jefe de la Policía Federal y a la Agencia Brasileña de Información".
Algunos correos fueron escritos durante el proceso del Caguán e involucran a un prestigioso juez y a un alto ex oficial de las Fuerzas Armadas brasileñas. Por ejemplo, en uno fechado el 19 de abril de 2001, 'Mauricio Malverde' le informa a 'Reyes': "El juez Rui Portanova amigo nuestro, nos planteó que quiere ir a los campamentos a recibir instrucción y conocer la vida de las Farc. Costea su viaje". Portanova era entonces juez superior de la Corte Estatal de Rio Grande Do Sul, de Portoalegre.
Tres días antes, el 16 de abril, 'Medina' le relata a 'Reyes' un encuentro de Raimundo, Pedro Enrique y Celso Brand -al parecer enlaces de las Farc en Brasil- con el brigadier del Aire Iván Flota, ex jefe de la Fuerza Aérea de Brasil. "El hombre se interesó y dijo que le gustaría tener un encuentro personal con nosotros. Dijo que están comenzando a madurar la toma de la base de Alcántara por las fuerzas nacionalistas para impedir que Estados Unidos se quede con 600 kilómetros cuadrados que están bajo su dominio".
La pequeña muestra de los 85 correos electrónicos conocidos por CAMBIO revelan la importancia de Brasil en la agenda exterior de las Farc, manejada por 'Raúl Reyes', y no cabe duda de que 'El cura Camilo', para apuntalar la estrategia continental de la guerrilla, aprovechó la coyuntura creada por el arribo al poder de 'Lula' y su influyente Partido de los Trabajadores para llegar hasta las más altas esferas del Gobierno.
Y si bien es cierto que los correos son apenas indicios de un posible compromiso del gobierno de 'Lula' con las Farc, pues ninguno de los funcionarios envió mensajes personales a alguno de los miembros del grupo guerrillero, despiertan muchos interrogantes que exigen una respuesta del Gobierno brasileño.
LOS CONTACTOS DE LAS FARC
La expansión de las Farc en América Latina no solo incluyó a funcionarios de los gobiernos de Venezuela y Ecuador, sino que también comprometió a destacados dirigentes, políticos y altos miembros del Partido de los Trabajadores, al que pertenece el presidente Luis Inácio 'Lula' Da Silva. Además el grupo guerrillero mantuvo contactos con procuradores y jueces de Brasil.
- José Dirceu, ministro de la Presidencia. - Roberto Amaral, ex ministro de Ciencia.- Erika Kokay, diputada.- Gilberto Carvalho, jefe de Gabinete.- Celso Amorín, canciller.- Marco A. García, asesor Asuntos Internacionales.- Perly Cipriano, subsecretario Promoción DD.HH.- Paulo Vanucci, ministro Secretaría de DD.HH.- Selvino Heck, asesor presidencial.
SECUESTRO DE NOVARTIS20 de septiembre de 2001De: Jorge Briceño 'Mono Jojoy'A: Secretariado
Edwin, viejo conocido comandante de La Policarpo junto a Julián, se robaron medio millón de dólares por una parte y 700 millones de pesos por otra, del secuestro de Novartis. Se tiraron el negocio que estaba planeado para 10 millones de verdes. Para completar, se armó un lío con México, Suiza y Brasil porque no entregábamos a los tipos. Hablé con representantes de esos países y acordamos que nos daban medio millón de dólares más y nosotros poníamos en libertad a los dos señores. Ordené soltarlos y hasta ahora no han pagado. Si se hacen los pesados pienso asustarlos".
INVITACIÓN AL CAMPAMENTO12 de junio de 2005De: 'Raúl Reyes'A: 'José Luis'
"Al vocero de Brasil hay que invitarlo a que nos visite aquí y explicarle que en función de construir definiciones se hace imprescindible su conversación con el Secretariado. Decirle que tenemos formas seguras de recibirlo en nuestros campamento sin que sea registrado por las autoridades colombianas".
APOYO FINANCIERO6 de julio de 2005De: 'Cura Camilo' A: 'Raúl Reyes'
"Solidaridad recibida durante el primer semestre de 2005: diputado Paulo Tadeu US$ 833,33. Sindicato de la Empresa de Energía de Brasilia US$ 666,66. Corriente Comunista Luis Carlos Prestes US$766,66. Señora Solene Bomtempo US$ 250,00. Concejal Leopoldo Paulino US$ 433,33. Sindicato de la Empresa de Acueducto de Brasilia US$ 33,33".
EXTRADICIÓN DE CAMILO'17 de septiembre de 2005De: 'Raúl Reyes'A: 'Roque'
"Bastante significativa la solidaridad de los partidos comunistas de Brasil y de otros países con la lucha de las Farc en el empeño de impedir la extradición del 'cura' (Francisco Medina, 'Cura Medina'). Existe en Brasil un importante grupo de amigos solidarios con nosotros en los que hay sindicalistas, maestros, congresistas, ministros, abogados y personalidades ocupados de presionar la libertad inmediata de Camilo".
EL EMPLEO17 de enero de 2007De: 'Cura Camilo'A: 'Raúl Reyes'
"El lunes 15 inició 'la Mona' su empleo nuevo y para asegurarla o cerrarle el paso a la derecha por si en algún momento les da por molestar, entonces la dejaron en la Secretaría de Pesca desempeñándose en lo que aquí llaman un cargo de confianza ligado a la Presidencia de la República".
GIRA POR BRASIL15 de febrero de 2007De: 'Cura Camilo'A: 'Raúl Reyes'
Los responsables de organizar la gira del camarada Carlos Lozano son: Albertao y Pietro Lora en Guarulhos, São Pablo y Río. En Brasilia: Paulo Tadeo, Erica Kokay. Para la actividad de Río se apoyarán en el ex diputado Federal Milton Temer, del Partido Socialismo y Libertad. Y en Florianópolis un diputado estadual que ellos ayudaron y está dispuesto a ayudar".
ENCUENTRO CON MINISTROS23 de febrero de 2007De: 'Cura Camilo'A: 'Raúl Reyes'
"La defensora pública le está organizando a 'la Mona' un encuentro con el Ministro, el Viceministro y el principal asesor de la Secretaría de Derechos Humanos vinculada a la Presidencia, en su orden Paulo Vannuchi, Perly Cipriano y Dalma de Abreu Dalasi, que es un prestigioso jurista al que el ministro relator le tiene pavor. El viceministro Perly hablará con el presidente de la Comisión de Derechos Humanos de la Cámara Federal. Serán visitadas entidades importantes que nos apoyaron, comenzando por la Comisión Brasileña de Justicia y Paz".
ACTUAR CON CAUTELA14 de abril de 2007De: 'Cura Camilo' A: 'Raúl Reyes'
"Debo actuar con cautela para no facilitar al enemigo argumentos que lleven a cuestionar el refugio. En ese sentido, el haber conseguido el traslado de 'la Mona' y 'la Timbica' para la capital del país, ha sido importante. Ese bajo perfil lo mantendré hasta la neutralización. Obtenida esta, tendré pasaporte brasileño y lo primero que debo pensar es en irlos a ver".

segunda-feira, 28 de julho de 2008

A Ciência Comprova: Sem Fermentação Não Há Civilização

"Sem fermentação não há civilização" é uma das máximas do companheiro Feluc que eu ouvi exaustivamente em rodadas de consumo etílico por noites afora.

Mas desta vez falou a voz da ciência, companheiros blogueiros, a cerveja pode ter desempenhado um papel fundamental na história da civilização:

http://www.townhall.com/columnists/GeorgeWill/2008/07/10/no_beer,_no_civilization 


___________________________________________________

Claudia Schiffer: nasceu na Alemanha, país onde se consome muita cerveja.

Felipão garante direito ao uso da marca “Scolari”


O Juiz Régis de Oliveira Montenegro Barbosa, da 18ª Vara Cível do Foro Central, determinou que Paulo Fernando Scolari se abstenha de usar a marca “Scolari” em produtos, serviços ou como elemento nuclear de nome empresarial. A ação foi movida pelo técnico de futebol Luiz Felipe Scolari, o “Felipão”. A decisão de mérito foi proferida na tarde de ontem (24/7).

Em caso de descumprimento, o réu pagará multa diária de R$ 10 mil. Deverá ressarcir, ainda, os danos materiais e morais causados ao “Felipão”, a serem quantificados em liquidação de sentença.

Domínio público

Conforme o magistrado, foi o autor do processo quem lançou o nome “Scolari” em domínio público. Em virtude da sua popularidade, com a finalidade de explorar várias áreas do comércio, constituiu as empresas demandantes L.F. Promoções Serviços e Representações Ltda. e Scolari-Pasinato Empreendimentos Imobiliários Ltda. Em contrapartida, salientou, o réu Paulo Fernando Scolari criou a empresa Scolari Participações Societárias Ltda, usufruindo ilicitamente do prestígio de “Felipão”.

Nenhuma das marcas obteve, ainda, o efetivo registro junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), que está pendente de apreciação no órgão competente. O Juiz Régis Barbosa ressaltou que, embora os segmentos de mercado pretendidos pelas partes não seja idêntico, a semelhança é evidente.

Legislação

Lembrou que o sistema brasileiro abriga sistema misto (atributivo e declaratório), ou seja, a propriedade de uma marca pode ser adquirida por intermédio do primeiro requerimento do registro expedido pelo INPI, ou, ainda, por meio do reconhecimento da propriedade por que aquele que a utiliza de forma efetiva, independentemente do registro. “E o reconhecimento público do nome do autor é em muito superior a eventual publicidade de que se revista o nome da ré.”

Para proteção do nome empresarial, nos termos da Convenção de Paris, acrescentou, “é necessário que a marca seja notoriamente conhecida em seu ramos de atividade, não exigindo prévio depósito ou registro no Brasil.” A disposição está contida no art. 126 da Lei 9.279/96, que regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial.

Destacou que o autor Luiz Felipe Scolari é conhecido nacional e internacionalmente desde que comandou a Seleção Brasileira vitoriosa na Copa do Mundo de 2002. Recentemente, ele também comandou a Seleção de Portugal na Copa do Mundo de 2006.

Julgou improcedente a reconvenção do réu, que pretendia garantir o uso da marca “Scolari”. Ele não comprovou ter notoriedade para a utilização da mesma no Brasil. “Não se fazem presentes elementos que autorizem a procedência da reconvenção e improcedência da ação ordinária”, asseverou o magistrado.

Fonte: TJRS

sexta-feira, 25 de julho de 2008

GANHEI NA LOTERIA !!!!!! E AGORA??????

Então, o que você deverá fazer? Nada! Isso mesmo que você está lendo: absolutamente nada! Se você ganhou uma bolada muito razoável, é aconselhável deixar a poeira baixar um pouco e depois, muito discretamente, ir a uma agência da Caixa bem longe de sua residência e aplicar o dinheiro. Tudo isso no maior sigilo!

Se sua mãe ou parentes estiverem em dificuldades, ainda assim mantenha a discrição. Eu sei que é quase impossível não sair por aí na esbórnia com os amigos ! Mas pense comigo: quando descobrirem que você é o mais novo milionário do pedaço você terá paz? Uma fila de “necessitados” não fará plantão em frente à sua casa todos os dias? Você e sua família não correrão risco de morte ou seqüestro? Então, meu amigo, todo cuidado é pouco!

Depois de baixada a poeira, parta para a ação. Nunca dê dinheiro em espécie para ninguém. Não dê o peixe, ensine a pescar! Aquele seu cunhado está passando por dificuldades? Está desempregado? Abra um negócio para ele, evidentemente numa área em que ele seja especializado ou conheça muito bem, nada além de R$ 50.000,00, dê o pontapé inicial e deixe-o se virar! Faça o mesmo com os demais membros da família. Repito, não dê dinheiro em espécie para ninguém. Dinheiro fácil vai embora mais fácil ainda, e aquele raciocínio muito conhecido ” de onde veio este tem muito mais…” pode se virar contra você.

Nunca, mas nunca mesmo, compre um imóvel sem avaliar pelo menos dez imóveis diferentes. E jamais deixe o corretor saber que você ganhou na loteria. Ele vai pressioná-lo a comprar o imóvel mais caro e não o que melhor lhe convier! Lembre-se de que ele vive de comissão! Compre um imóvel num condomínio fechado. As casas são grandes, luxuosas, confortáveis e você tem segurança 24 horas por dia.

Mobiliar a casa? Contrate uma decoradora: além de saber onde estão os móveis de qualidade, ela também sabe onde estão os melhores preços e ainda arruma tudo direitinho para você.

Faça o mesmo com o carro. Compre o carro do ano, nacional, com todos os acessórios para seu conforto e prazer, afinal você merece! Nada de BMW ou quaisquer carros importados! A manutenção deles é caríssima. Quer dar a maior bandeira?

Seus amigos querem abrir um negócio da China em sociedade com você? Nem pense nisso! Nada de entrar em negócios cujo ramo você não conheça. Mas se essa idéia persistir, vá com calma: consulte serviços e especialistas que orientem sobre a abertura de bons negócios: o SEBRAE pode lhe ser muito útil!

Nada de abrir creches, asilos ou orfanatos. Há campanhas e instituições seriíssimas para ajudar as pessoas em todos os cantos deste país. É só pensar um pouquinho. Faça doações. Escolha uma (ou várias) e a cada mês faça uma boa doação certo de que seu dinheiro será muito bem gasto.

Ainda sobraram algumas pessoas que você quer ajudar, mas elas são idosas ou não possuem formação, conhecimento e nem sonham em abrir um negócio? Compre um ou dois imóveis para cada uma delas, instrua-as a colocá-los numa imobiliária e deixe-as viver da renda!

E por último nunca, jamais, sob nenhuma hipótese, assine quaisquer documentos sem a prévia leitura e orientação de seu advogado.

É, meu amigo, eu sei que você ficou decepcionado! Pensou que ganhar na loteria seria a coisa mais maravilhosa que poderia lhe acontecer! Nem passou pela sua cabeça que teria de se preocupar com as finanças!!! Achou que só os pobres é que se preocupam com dinheiro!! Pois vou lhe dar mais uma informação: a grande maioria dos ganhadores ficam pobres cinco anos após o recebimento do prêmio, aliás, mais pobres e endividados do que estavam antes de ganhá-lo. Sabe por quê? Porque não estavam acostumados a lidar com grandes quantias de dinheiro. E deliraram, deliraram, deliraram…

Portanto, viva com conforto, com o suficiente, com o luxo discreto. Compre um bom plano de saúde para você e sua família, viaje bastante, use seu dinheiro com equilíbrio e sobriedade. Faça-o render a seu favor. Não o transforme em motivo de depressão, de pobreza, de endividamento para daqui a cinco anos. Disponha dele com sabedoria.

E pode ter certeza: ganhar na loteria foi a melhor coisa que podia ter-lhe acontecido!

Fonte: site: www.loteriafacil.com.brAlexandre Carlos
Alexandre Carlos
youtube vídeos: http://www.youtube.com/loteriafacilloteriafacil: http://www.loteriafacil.com.brblog: http://blog.megafacil.com.br

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Nem se vivesse 202 anos...


A Dercy Gonçalves:
Viu 2 guerras mundiais;
Viu 8 Papas;
Viu 32 Presidentes;
Viu o Brasil perder a Copa em casa e ganhar 5 no "estrangeiro".
...

Mas NÃO viu o 'curintia' nem o florminense campeões da Libertadores!

agradecimentos ao Nerusosam.

Modas que vêm e que vão

A lan house de ontem é a temakeria de amanhã

terça-feira, 22 de julho de 2008

Ouvindo nesta semana...



O monstrinho Yamandu Costa, um dos maiores violonistas da atualidade, em dois momentos: Com o outro monstro Paulo Moura, no cd de 2004 - "El Negro del Blanco"; e em outro excelente cd, gravado em 2007, chamado "Lida", composto e produzido pelo músico gaúcho, o qual junta as sete cordas de seu violão com o baixo de Guto Wirtti e o violino de Nicolas Krassik. Dois grandes trabalhos, sem dúvida.






Um disco que merece ser ouvido muitas e muitas vezes. Com liberdade criativa total, arrancada à fórceps do chefão da Motown, Barry Gordy, e com a companhia da seminal banda de acompanhamento The Funk Brothers, creditados em um álbum pela primeira vez, embora trabalhassem como músicos de estúdio, contratados pela gravadora de Detroit, desde 1959 (!!!), Marvin fez o seu magnum opus. Bom do começo ao fim e absolutamente insuperável.





Por falar em "The Funk Brothers". Este aí acima é o cd que contém a trilha sonora do documentário que conta a história dos caras, lançado em dvd no Brasil. Muitas homenagens aos brothers já falecidos (e não são poucos) e um showzaço com os velhinhos arrebentando e com participações de Joan Osborne, Chaka Khan e Ben Harper, dentre outros. Destaque para "What becomes of the brokenhearted", "I´ve heard it through the grapevine", "Ain´t no mountain high enough", "What´s Goin´On" e "Shotgun". Nota negativa: algumas músicas ao vivo terminam em fade out, o que embora seja meio irritante para os puristas, não deixa de comprometer o resultado final.



"Donkey" é o novo disco das meninas (e daquele cara com feições de bandido mexicano) que integram o Cansei de Ser Sexy, banda brasileira que faz o maior sucesso lá fora. Não ouvi direito ainda, mas estou mencionando apenas para este post ficar com cara de mudérno.... Ademais eu gostei de várias faixas do primeiro álbum e acredito que este disco pode ser divertido de se ouvir. A banda segue uma linhagem que, na minha opinião, passa por Blondie, B52´s, Stereo Total e outras. Nada muito sério, mas bem útil de tempos em tempos.





Por fim, os veteranos do Saxon, em um trabalho de 2007. Sim ! o mesmo Saxon de "Princess of the night", "Strong arm of the law", "Crusader" e outros clássicos do metal anos 80. Os caras são uma espécie de irmãos mais velhos do Iron Maiden. Começaram em 78 e acabaram integrando a chamada "New Wave British of Heavy Metal", que congregava os dois grupos acima citados, mais Def Leppard, Angelwitch, Diamond Head e outros menos cotados. Neste disco, remanescem três membros da formação clássica. O superbaterista Nigel Glocker, o guitarrista Paul Quinn, e o grande vocalista Biff Byford, berrando uma barbaridade para um cara da sua idade. Destaques para a rapidíssima "Need For Speed", a bela baladona "Red Star Falling", além do tour de force (mais de oito minutos) "Atila The Hun", um prog-metal da melhor qualidade.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Mel Lisboa Assinou Contrato Com As "Brasileirinhas" E Vai Rodar Dois Filmes Eróticos Ainda Este Ano! :)



____________________________________________________________________

Ahá, finalmente consegui com que vocês lessem uma postagem minha! Sei que meu prestígio está em baixa, até os distribuidores de filipetas têm me evitado na rua e nem mesmo vendedores de enciclopédia passam pela minha porta. Também, devo reconhecer que minhas previsões têm errado completamente o alvo. Há alguns dias tive, admito , o desplante de chamar Amy Winehouse e Rod Stewart de "mortos-vivos".

Ora, não só ambos têm abafado nas últimas apresentações como estão com um forma de dar inveja a muitos:

Amy Winehouse engordou vários quilos na clínica de reabilitação (agora ela está pesando quatorze quilos) e voltou não só à música como também ao pugilismo:

 

___________________________________________________________________

Acima, Winehouse praticando seu passatempo favorito de esmurrar outras pessoas.

E Rod Stewart, além de estar com o mesmo vozeirão de sempre, continua, depois de todos esses anos, bem, err, mamando:

(aviso, só clique no link abaixo se você for maior de dezoito anos!)

http://www.egotastic.com/entertainment/celebrities/penny-lancaster/penny-lancasters-nipples-get-nibbled-by-rod-stewart-003718

terça-feira, 15 de julho de 2008

O Candidato Dando Bandeira

Assim é a lei da terra do Tio Sam:

"During rendition of the national anthem when the flag is displayed, all present except those in uniform should stand at attention facing the flag with the right hand over the heart. Men not in uniform should remove their headdress with their right hand and hold it at the left shoulder, the hand being over the heart. – United States Code, Title 36, Chapter 10, Sec. 171"

Então, além de ser uma questão de respeito a um símbolo nacional, há uma determinação legal de como alguém deve se portar durante a execução do Hino Nacional, nos States.

O dever maior de um Presidente, e parte do juramento que faz na posse, é justamente de fazer cumprir a Constituição e as leis, mas parece que nem todo candidato tem isso em mente durante o processo eleitoral:



http://www.time.com/time/photogallery/0,29307,1662530_1446035,00.html

Klaatu está de volta

Dia 12 de dezembro estréia nos US o remake do clássico de 1951, The Day The Earth Stood Still, lançado aqui no Brasil com o digno título de "O dia em que a Terra parou".

O original foi dirigido por Robert Wise (1914-2005), com trilha do grande Bernard Herrmann e os Theremins de Samuel Hoffman. Custou pouco mais de um milhão de reais, rendeu quase o dobro e, apesar de ter sido pouquíssimo premiado na época, é considerado um clássico dos filmes sci-fi.

Em plena guerra fria, um disco voador desce em Washington contendo dois alienígenas, Klaatu um humanóide e seu robô gigante, Gort, cujo objetivo é manter a paz na galáxia, inclusive eliminando os povos que estejam em guerra, caso isto seja necessário.

A milionária versão de 2008 tem Keanu Reeves encabeçando o elenco, efeitos muito mais espetaculares e obviamente levantará aquelas velhas polêmicas sobre estes remakes, ou seja, se os velhos clássicos devem ser deixados em paz, etc..

Seja qual for a sua opinião, é bom lembrar que os dois filmes tem várias coisas em comum, como dois canastrões no papel principal, música de qualidade e um pusta de um robô cujos objetivos são absolutamente pacifistas, apesar de seus métodos de impor a paz reduzam Bush e Cia. a um bando de Backyardigans.

Como comentário adicional, dizem que a versão atual seria mais fiel ao conto que deu origem ao filme de 51. Mas eu ainda não posso confirmar esta informação.

No fim, ficam os trailers de ambos os filmes para as inconciliáveis opiniões dos artesãos e leitores deste blog e lembrem-se, ao ouvir o grito "Klaatu Barada Nikto", é melhor começar a correr:






sábado, 12 de julho de 2008

Modelo Se Suicida Por Se Sentir "Confusa e Solitária"


http://www.foxnews.com/story/0,2933,373604,00.html

Bem, da próxima vez que uma top-model tiver problemas de solidão é só ligar (nesta ordem):

0800-Felix

0800-Fetter

0800-Filipe

E  a gente vê o que pode ser feito

A Vingança De Ronnie (Ou "Duas Garrafas de Vodka Por Dia Te Deixam Para Lá de Londres")



(aí está a Wood-girl, ser um Rolling Stone, convenhamos, tem suas vantagens)

Em idos dos anos setenta, Jimmy Page estava tranqüilo em sua casa quando recebeu a visita de seu velho amigo Ron Wood, acompanhado da namorada. Ronnie se distraiu um pouco e, quando foi ver, Page e a garota tinham sumido, foram necessários dois dias até que Wood conseguisse entrar em contato com Page pelo telefone. A primeira pergunta de Wood foi: "E aí? Como vai a NOSSA namorada?"

Muitos anos depois, parece que chegou a vez de Wood fazer também das suas, ao que parece, ele fugiu de casa com uma garota de 18 anos. Segundo um amigo: "Ronnie está bebendo duas garrafas de vodka por dia e não sabe onde está e nem lembra de mais nada"



http://www.foxnews.com/story/0,2933,380961,00.html

terça-feira, 8 de julho de 2008

Datas importantes e perguntas sem respostas

Todos os dias, o site www.rockwave.com.br faz menção a fatos importantes, e outros talvez não tão importantes assim, que aconteceram nesta data.

Vejam alguns exemplos para o dia de hoje:

[08/07/1979] Há 29 anos

O B-52's faz sua estréia em palcos do Reino Unido no Lyceum Ballroom, em Londres, para promover o lançamento de seu primeiro álbum. A banda de abertura era o Tourists, composta pelos futuros integrantes do Eurythmics, Annie Lennox e Dave Stewart.

[08/07/1995] Há 13 anos

Um avião particular que levava Rod Stewart é obrigado a fazer um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Landvetter Gothenburg, na Suécia, depois de uma das turbinas ter sugado um pássaro.

08/07/1980] Há 28 anos

O último show da turnê britânica de Marvin Gaye acaba em vexame depois dele atrasar horas para comparecer no Lakeside Country Club, em Surrey. A princesa Margareth havia cansado de esperar e acabou retirando-se do local. No dia seguinte, Marvin repetiu a dose e também perdeu o seu vôo de volta para os Estados Unidos.

[08/07/1997] Há 11 anos

O ex-guitarrista do Kiss, Vinnie Vincent, abre um processo contra a gravadora Polygram e contra a sua antiga banda no valor de 5,5 milhões de dólares, alegando fraude no pagamento de direitos autorais.

[08/07/1978] Há 30 anos

Dois integrantes do Clash, Joe Strummer e Paul Simonon, são presos por beber e criar desordem depois de um show no Apollo Theatre, em Glasgow, na Escócia. Juntos, eles tiveram que pagar uma fiança de 75 libras para serem libertados.

[08/07/1969] Há 39 anos

Marianne Faithfull tenta suicídio tomando uma overdose de barbitúricos no set de filmagens da produção australiana "Ned Kelly". Mick Jagger, que na época era seu namorado, participaria do filme ao seu lado, mas Marianne foi dispensada para tratar-se do vício em heroína.


[08/07/1988] Há 20 anos

Os advogados do ABBA abrem um processo contra a gravadora Mercury por ela ter usado trechos de "Money, Money, Money", sem permissão, na música do cantor Harry Enfield, "Loadsamoney (Doin' Up The House)", que alcançou o quarto lugar da parada britânica.


Opa, opa, pergunta este blogueiro: Por acaso o ABBA processou também a Madonna, por ter usado trechos de "Gimme Gimme Gimme a Man After Midnight" em "Hung Up" ?

E aproveitando o embalo, será que o pessoal do Yes está sabendo que existe um rap tocando na novela das 08, embalado por um trecho (não um sample) de "Mood For a Day" ?? Será, será ??

Por fim, será que o pessoal do ASIA sabe que o ASA usa (aliteração imperdoável...) uma cópia fidelíssima do seu logotipo em adesivos de carros, os quais figuram em milhares de automóveis recheados de fãs de axé musik ???? Apenas retirando a letra "I", por óbvio ????

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Libertação negociada?

"Dirigentes da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) teriam recebido cerca de US$ 20 milhões para liberar a franco-colombiana Ingrid Betancourt e outros 14 reféns, afirma a Rádio Suíça Romanda (RSR)".

O texto completo está no Terra.

Luis Nassif um pouco antes dessa notícia publicara em seu blog o comentário de um leitor argumentando por quais razões se tornou vantajoso para todos os lados (Uribe, Farcs, EUA, Sarkozy, Chavez) a libertação de Betancourt.

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Liga dos Urubus, ou porque nos importamos com pequenos times

"...Queria que os senhores entendessem o meu ponto de vista: a culpa de termos passado 120 minutos desconfortáveis secando o insosso time das Laranjeiras é exclusivamente do Flamengo.

Sim, parece absurdo. O princípio, no entanto, é de família que vive em casa com quintal. A mulher vive dizendo pro marido aparar a grama. O marido não apara. A grama cresce. Daí a pouco, atrai bicho, atrapalha o caminho, etc, etc. O Flamengo, como força maior e superior da natureza, deve ficar sempre atento para as tentativas de engrandecimento das agremiações que nasceram inferiores por vocação e determinação divina. Cito exemplos. Vejamos o Botafogo, nestas duas decisões de estadual (2007 e 2008). Ali nós cortamos a grama. Fizemos nosso trabalho. Hoje o Foguinho voltou à sua condição natural, em que jogadores são pegos em tiroteios em boates (Baronetti, Ipanema) e se cogita continuar ou não com o Geninho (como se isso fosse algo que valesse a pena discutir ou pensar).

É o caso do Fluminense: permitimos muito que Thiago Neves virasse craque. Conca fosse levado a sério. Washington fosse elevado à categoria de Miroslav Klose brasileiro. E até Luiz Alberto, quem diria, quase é classificado como o novo Gamarra. Diante disto, o que fizemos, nós, forças superiores? Criamos papagaiadas como "Liga dos Urubus" ou coisa do gênero. É triste constatar que tivemos de torcer pela Liga Deportiva Universitaria do Ecuador - mas no fim das contas, apenas torcemos para que o mundo que conhecemos permanecesse como o mundo que nós conhecemos. Que ninguém venha agora também comemorar a vitória da LDU como se fosse algo esperado e já escrito há 300 anos.

Sofremos, sim, junto com os equatorianos. E a culpa é do Flamengo. Fomos até a prorrogação e sofremos na prorrogação por culpa do Flamengo. Sofremos nos pênaltis por culpa do Flamengo. E, nesta quarta-feira, nosso idolo maior é Cevallos, goleiro de 37 anos - por culpa do Flamengo. É o Flamengo que permite que sua torcida faça papagaiadas. Agora que o pesadelo acabou e, graças a Deus, com final feliz, podemos voltar a nossos afazeres. Quanto aos tricolores, que já compravam passagem para Tóquio, sei que vão ficar bem. Podem trocar a passagem para Tóquio por uma para PQP. Ou podem contar com a classificação para a nova vaga para a Libertadores durante o Brasileiro de pontos corridos, ainda dá tempo de pegar um embalo.
Pensando bem, acho que trocar a passagem por uma para a PQP fica mais perto e viável."

Do Blog Jihad Rubro-Negra

Eu tenho, você não tem

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Música com M maiúsculo - Capítulo V

Aproveitando que o companheiro felix postou uma ininteligível notícia sobre o velho companheiro Habermas, segue uma letra do finado companheiro Noel Rosa, da qual somente conheço uma (ótima) gravação da companheira Mart'nália, a filha do Martinho.

FILOSOFIA (Noel Rosa)
O mundo me condena,
e ninguém tem pena
Falando sempre mal do meu nome
Deixando de saber se eu vou morrer de sede
Ou se vou morrer de fome
Mas a filosofia hoje me auxilia
A viver indiferente assim
Nesta prontidão sem fim
Vou fingindo que sou rico
Pra ninguém zombar de mim
Não me incomodo que você me diga
Que a sociedade é minha inimiga
Pois cantando neste mundo
Vivo escravo do meu samba,
muito embora vagabundo
Quanto a você da aristocracia
Que tem dinheiro,
mas não compra alegria
Há de viver eternamente sendo escrava dessa gente
Que cultiva hipocrisia

terça-feira, 1 de julho de 2008

De Buqui Iz On De Teibou

Se você acha o seu inglês fraco, anime-se, tem gente por aí bem pior do que você. Um sítio, em especial, resolveu juntar tudo quanto é tipo de asneiras escritas em inglês, em geral tendo asiáticos como autores.

www.engrish.com





Refrigerador também é gente...





Ninguém, mas ninguém consegue ganhar das democracias orientais no quesito "animação do processo eleitoral".

Folha, hoje. Muito bom!

JOÃO PEREIRA COUTINHO

Capitalista sofre, camaradas
Gates não precisava doar parte da fortuna para saldar a sua dívida com a humanidade

SEMPRE QUE vejo alguém marchar contra o "capitalismo", pergunto honestamente se os manifestantes conhecem um "capitalista" de verdade.
A pergunta pode parecer ingênua. Não é, leitores. Marx escreveu abundantemente sobre a situação do proletariado no século 19 e, no entanto, o conhecimento real de Marx sobre as classes trabalhadoras era mínimo, para não dizer nulo.
O mesmo no século 21. Os manifestantes marcham contra o "capitalismo" e acreditam na imagem caricatural do capitalista, sentado sobre as costas do trabalhador e bebendo o suor deste com maléfico prazer. Eis o clichê das passeatas primitivas: as massas trabalham; o capitalista vive do trabalho alheio, de preferência brandindo o chicote.
Nada mais longe da verdade. Conheço vários capitalistas com certo grau de intimidade. E em nenhum momento invejo ou critico a vida dessa gente. Acordam a horas impróprias. Deitam-se a horas obscenas. São os primeiros a chegar à empresa e, normalmente, os últimos a partir.
Envelhecem prematuramente. E, envelhecidos, lamentam o tempo que perderam em reuniões inúteis, viagens inúteis e contatos com inúteis. O coração começa a ceder a partir dos 40. O primeiro infarto vem aos 45. A vida familiar é uma piada (de mau gosto).
E a competição própria do "métier" arruina o que existe de mais precioso na vida de um ser humano: a possibilidade de nos entregarmos ao ócio, à criação e ao prazer.
Como diria Albert Cossery, o úl-timo dândi, que morreu na semana passada em Paris e que construiu uma obra sublime ao ritmo de uma frase por dia, não existe nada mais triste do que a presença da beleza no mundo e a ausência de olhos para desfrutá-la.
Isso é vida que se inveje? Não creio. Mas é vida que se agradece. Por cada ruga, cabelo branco ou miocárdio pronto a explodir, existe o contributo objetivo do capitalista para a vida anônima de cada um. Não falo da criação de emprego e de riqueza. Falo dos nossos gestos mais ridículos do dia-a-dia: quando ligamos o carro, dispensando o cavalo; quando ligamos a luz, dispensando a vela lamparina; quando ligamos a internet, dispensando o pombo-correio, há sempre a marca de um capitalista por trás, que esteve disposto a bancar uma idéia e a aumentar os nossos confortos.
Por isso, levanto o meu copo no momento da despedida: três décadas depois, Bill Gates abandona a chefia da Microsoft para se dedicar a obras de caridade e à luta contra a malária. O gesto é nobre, sim: quem, em juízo perfeito, trocaria o egoís- mo da riqueza pelo altruísmo de partilhá-la?
Mas Gates não precisava doar parte da fortuna aos desvalidos da Terra para saldar a sua dívida com a humanidade. A dívida foi saldada quando Bill Gates fez o que melhor soube: democratizar o computador, transformando irreconhecivelmente a vida de cada um.
Como? Primeiro, ao colocar computadores baratos nas casas do mundo. E, depois, ao fornecer um software simples e de lingua- gem praticamente universal, que transformou os nossos hábitos de trabalho.
No próximo século, quando se escrever a história deste, Bill Gates será relembrado como um visionário. Alguns críticos não toleram essa visão generosa e acusam Gates de práticas desonestas: o homem era um inimigo da concorrência; o homem não respeitava a propriedade intelectual alheia; o homem roubava idéias dos adversários que depois apresentava como suas.
Entendo os críticos. Mas é difí- cil acreditar neles. Existe na informática uma fluidez autoral que não é comparável com outras áreas do conhecimento e da criatividade humanas. Quem inventou o "mouse"? Quem inventou a "interface gráfica"?
Existem dezenas de candidatos ao lugar, e é provável que outras centenas, ou milhares, tenham dado o seu contributo numa cadeia interminável. Mas só um ocupa o topo do pódio na capacidade para juntar idéias dispersas e oferecer um sistema operativo comum.
O ódio a Bill Gates se explica com uma palavra bem arcaica e bem humana: inveja. A exata inveja que não tolera a história bem real do Tesouro norte-americano, que uns anos atrás se viu obrigado a alterar os impressos de declaração do imposto de renda porque não havia espaço para os dígitos da fortuna de Gates.
Mas não há que ter inveja, camaradas. Gates é um capitalista. E, como qualquer capitalista, ele merece a nossa pena e a nossa gratidão.